google-site-verification: googlefa9ba11b2f247c5f.html
 
  • Reynaldo Zani

A REVOLUÇÃO DAS EMBALAGENS PARA DELIVERY




O crescimento do canal Delivery nos negócios de alimentação não é mais novidade para ninguém, e a tendência é que as vendas dos serviços de entrega dos restaurantes não voltem nunca mais ao patamar que tinham antes da pandemia.


Nos últimos dois anos, muitos operadores e proprietários de negócios de alimentação tiveram que aprender a como trabalhar com o serviço de entrega, além de desenvolver fornecedores para uma série de produtos e serviços que passaram a precisar em decorrência do Delivery.


Neste cenário de crescimento do volume de entregas, grande concorrência, alto nível de exigência por parte dos clientes e pressão de custos, as embalagens passaram a ser um dos itens mais importantes neste modelo de operação.


O negócio de Delivery no Brasil existe desde os anos 80, mas começou a se profissionalizar a partir dos anos 90. Naquela época eram praticamente inexistentes as soluções de embalagens para entrega de alimentos, com exceção às tradicionais caixas redondas de Pizzas e as “Quentinhas” de alumínio.


Nos anos 2000 começaram a surgir um número maior de fornecedores e com eles novas opções e possibilidades de produção de embalagens. As grandes redes contribuíram de forma importante com o desenvolvimento deste segmento.


Atualmente, a tecnologia na produção de embalagens e as opções existentes de materiais são bem melhores do que há 20 anos. Desta forma, soluções criativas e novas aplicabilidades surgiram e permitiram ao mercado atender a nova realidade de demanda e as necessidades dos negócios.


Com o fechamento dos estabelecimentos durante o período de “lock down” da pandemia, as embalagens passaram a ter uma função adicional ao transporte, que é de transferir parcialmente a experiência e o conceito do restaurante para a casa do cliente.


Questões referentes a eficiência na conservação, a segurança do produto, a garantia de higiene e a sustentabilidade, também ganharam importância e relevância.







2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo